• O que é?
  • Objetivos
  • Beneficiários
  • Regulamento
  • Candidaturas
  • Parceiros

O QUE É O DIGIMAC 2020?

O DigiMAC 2020 tem como principal objetivo ajudar as PMEs das regiões participantes a impulsionar as suas vendas nos mercados digitais internacionais através de serviços de diagnóstico, assessoria técnica especializada e capacitação em competências TIC para operar em mercados digitais. Para alcançar este objetivo, e de acordo com as necessidades das empresas, serão identificados os perfis digitais e os novos postos de trabalho associados a esta transformação digital. Serão ainda trabalhados os diferentes objetivos previstos no projeto em simultâneo com o desenvolvimento de um programa de formações e seminários de boas práticas em “processos de transformação digital das empresas e operações em mundos digitais”.

Para mais informações, consulte o site oficial em: https://digimac2020.fulp.es/

ONDE SERÁ EXECUTADO

As ações planeadas para o projeto serão desenvolvidas nas regiões de Canárias, Madeira, Senegal e Mauritânia. Para o efeito foi criado um consórcio para a correta execução das ações previstas e alcance dos objetivos planeados.

COFINANCIAMENTO POR

O DigiMAC 2020 é cofinanciado pelo Programa INTERREG MAC 14-20 – Programa Operacional de Cooperação Territorial Madeira-Açores-Canárias (MAC) 2014-2020

OBJETIVOS

O objetivo fundamental do projeto é ajudar as PMEs a operar nos mercados internacionais através do uso das TICs. Em concreto pretende apoiar as PMEs das regiões participantes a impulsionar as suas vendas nos mercados digitais internacionais através de serviços de diagnóstico, assessoria técnica especializada e capacitação em competências TIC. Para o efeito serão desenvolvidas três ações:

  • Serviços de assessoria e consultoria, prestados por consultores especializados em estratégias de negócios digitais. Identificação de consultores especializados em estratégias de negócios digitais e elaboração de metodologias para a aplicação nas empresas.
  • Serviços de assessoria especializada, prestados por profissionais em serviços digitais específicos. Irão ser identificadas as PMEs e empreendedores participantes, os serviços especializados mais importantes e a deteção de consultores especializados para que as empresas possam desenvolver os projetos selecionados.
  • Diagnóstico e capacitação dos recursos humanos das PMEs. Identificação de perfis adequados nas PMEs e capacitação dos mesmos através de metodologias inovadoras e tecnológicas.

Cada uma destas ações contará com uma série de atividades que se irão desenrolar ao longo de todo o projeto com a finalidade de cumprir os objetivos previstos.

PMES

Os principais beneficiários do projeto são as PMEs dos países/regiões dos parceiros que poderão participar em ações para impulsionar e melhor a estratégia e aceder a ferramentas para abordar os mercados digitais internacionais.

COLABORADORES E EMPREENDEDORES

Os colaboradores das PMEs e os empreendedores poderão melhorar as suas competências uma vez que serão participantes ativos, sendo beneficiários de muitas das ações do projeto como sejam a assessoria e os recursos formativos que serão desenvolvidos.

REGULAMENTO

O presente regulamento visa definir as condições de acesso, os direitos e as obrigações para a participação na atividade denominada "Identificação de Perfis Profissionais e Capacidades Digitais" no âmbito do DigiMAC 2020, um programa cofinanciado pelo Programa Operacional da Região Autónoma da Madeira - Madeira 14-20.

01.Enquadramento

O DigiMAC 2020 tem como principal objetivo ajudar as PMEs das regiões participantes a impulsionar as suas vendas nos mercados digitais internacionais através de serviços de diagnóstico, assessoria técnica especializada e capacitação em competências TIC para operar em mercados digitais. Para alcançar este objetivo, e de acordo com as necessidades das empresas, serão identificados os perfis digitais e os novos postos de trabalho associados a esta transformação digital. Serão ainda trabalhados os diferentes objetivos previstos no projeto em simultâneo com o desenvolvimento de um programa de formações e seminários de boas práticas em “processos de transformação digital das empresas e operações em mundos digitais”.

02.Objetivos

Um dos objetivos do projeto passa por proporcionar uma reflexão sobre a situação atual das TIC na RAM, através da identificação dos perfis digitais e dos novos postos de trabalho associados à transformação digital. 4 empresas serão selecionadas para a segunda fase do projeto, onde terão acesso a recursos de capacitação e consultoria especializada no âmbito da internacionalização. Para o efeito será aplicada uma metodologia de trabalho criada pelos parceiros do projeto, sendo necessária a colaboração de empresas e seus colaboradores. A metodologia será aplicada pela Startup Madeira em conjunto com consultor/expert externo que será recrutado para o efeito.

03.Destinatários

Pequenas e médias empresas, com sede e a atuar no mercado regional, nas áreas do Turismo, TIC, Indústria, Sector Primário e Comércio que reconheçam na participação uma oportunidade de desenvolvimento.

Para atingir um melhor resultado, a empresa deverá envolver os seus colaboradores na metodologia.

04.Candidatura

As candidaturas são feitas dentro dos prazos indicados no ponto 07 deste regulamento e através do formulário de candidatura disponibilizado para o efeito no site da Startup Madeira.

Os destinatários da ação serão unicamente as empresas acima identificadas, sendo o consultor/expert externo apenas participante na implementação da metodologia, em conjunto com a Startup Madeira, e não beneficiário direto da ação.

05.Condições para participação das empresas

São elegíveis as candidaturas apresentadas por empresas que se enquadrem nas seguintes condições:

  • Estar legalmente constituídas;
  • Ter estatuto de PME;
  • A atuar no mercado regional;
  • Pertencer a um dos sectores identificados no ponto 03 do presente regulamento.

Caso se venha a verificar afluência acima do previsto, a Startup Madeira reserva-se ao direito de definir um limite de empresas a participar, tendo em conta a capacidade operacional da equipa.

Ao participar nesta ação, as empresas ficam habilitadas à fase seguinte do projeto que compreende um acompanhamento específico para a internacionalização do negócio, de acordo com a metodologia desenvolvida pela parceria e em concordância com os objetivos e recursos do DigiMAC 2020.

06.Condições para seleção de consultor/expert

O consultor/expert deverá ter preferencialmente o seguinte perfil:

  • Autonomia na organização do trabalho e realização das tarefas;
  • Independência na prossecução dos objetivos definidos;
  • Experiência em consultoria de internacionalização;
  • Boa capacidade de análise e de escrita;
  • Possuir habilitações mínimas ao nível do 12º ano (ou equivalente);
  • Domínio da língua inglesa (oralidade e escrita).

Os critérios de seleção do consultor/expert são:

  • Adequação do perfil às tarefas a realizar;
  • Experiência comprovada em consultoria empresarial e, preferencialmente, em processos de internacionalização de empresas.

O método previsto para a seleção será baseado numa entrevista.

O consultor/expert estará sob a coordenação da Startup Madeira que definirá o plano de tarefas, de acordo com os objetivos do projeto e das diretrizes do líder do consórcio. Em termos de orçamentação, o valor base para a realização da totalidade da ação é o orçamentado no plano financeiro do projeto DigiMAC 2020. A Startup Madeira reserva-se ao direito de acompanhar o consultor/expert em toda as ações que venham a ser realizadas diretamente com as empresas.

07.Prazos e validação das candidaturas

As candidaturas decorrem de forma contínua a partir de 4 de maio de 2020, através de formulário de candidatura disponibilizado para o efeito no site da Startup Madeira, e o seu encerramento ocorre com o términus da ação e/ou por decisão da Startup Madeira face ao número de candidaturas rececionadas.

O formulário de candidatura depois de rececionado pela Startup Madeira dará origem a um pedido de marcação de reunião para validação das condições de participação e seleção, de acordo com os critérios definidos no ponto 05 deste regulamento.

08.Plano de atividades

A ação junto das empresas irá desencadear-se sob orientação da Startup Madeira e com o acompanhamento de um consultor/expert, seguindo as diretrizes do líder do consórcio e objetivos do projeto DigiMAC 2020.

Fase 1:

O plano de trabalho desenhado visa conhecer a situação atual das empresas participantes no que concerne às TIC com o objetivo de identificação dos perfis e competências digitais necessários para a transformação digital, de acordo com as tarefas seguintes:

Tarefa 1: validação das condições de participação das empresas e seleção de consultor/expert

Tarefa 2: aplicação dos inquéritos às empresas participantes de acordo com a metodologia desenvolvida pelo consórcio

Tarefa 3: análise dos inquéritos realizados para aferição dos perfis e competências digitais

Tarefa 4: elaboração do relatório de situação e da matriz de competências e perfis digitais tendo por base os dados recolhidos e uma contextualização de indicadores de posicionamento que permita conhecer as necessidades atuais das empresas associadas à transformação digital.

Fase 2:

Após a seleção de 4 empresas, o plano de trabalho incidirá sobre a capacitação de recursos humanos, a identificação do projeto de internacionalização a desenvolver e consultoria especializada para o seu desenvolvimento. Os detalhes destas tarefas serão apresentado após a fase de estudo e diagnóstico.

09.Proteção de dados

  1. Os candidatos aceitam a recolha e o tratamento dos seus dados pessoais pela Startup Madeira, incubadora de empresas responsável pela promoção de projetos e eventos nas áreas do empreendedorismo, inovação, propriedade industrial e apoio a novas iniciativas empresariais, na Região Autónoma da Madeira, para efeitos de participação e execução do projeto DigiMAC 2020.
  2. No âmbito do projeto DigiMAC 2020, serão tratados os seguintes dados pessoais dos participantes: nome, contacto telefónico, email e habilitações literárias.
  3. Os dados referidos no número anterior serão utilizados pela Startup Madeira para todas as finalidades necessárias ao desenvolvimento do projeto DigiMAC 2020, e apenas poderão ser transmitidos a terceiros para fins relacionados com o referido projeto, nomeadamente para controlo e execução operacional e de financiamento e para a realização de todas as auditorias obrigatórias nos termos legais ou regulamentares.
  4. Os dados serão mantidos pela Startup Madeira pelo período de verificação obrigatório.
  5. Sem prejuízo do disposto nos números anteriores, os candidatos poderão autorizar (no respetivo pedido de adesão) que os dados por si fornecidos no âmbito do projeto DigiMAC 2020 sejam utilizados pela Startup Madeira no âmbito de outros programas que esta entidade esteja a realizar ou venha a desenvolver no futuro, comprometendo-se esta entidade, nesse caso, a conservar esses dados pelo prazo máximo de dez anos.
  6. Os candidatos autorizam a utilização da sua imagem, voz, fotografia e/ou vídeo, recolhidos na plataforma e/ou nos eventos realizados ao abrigo do projeto DigiMAC 2020, com a finalidade de promoção e divulgação das ideias desenvolvidas, em qualquer parte do mundo e por qualquer meio.
  7. Todos os titulares de dados pessoais disponibilizados no âmbito do projeto DigiMAC 2020 gozam dos seguintes direitos no que respeita ao tratamento dos seus dados pessoais:
    • Direito à informação: os titulares dos dados têm o direito de conhecer a identidade e os contactos das entidades responsáveis pelo tratamento dos dados pessoais, a finalidade e o fundamento jurídico do seu tratamento, o prazo de conservação dos dados e os seus destinatários, informações estas que constam do presente Regulamento.
    • Direito de acesso: sempre que o solicitar, o titular dos dados pode obter confirmação sobre se os seus dados pessoais são tratados pela Startup Madeira, bem como aos termos vigentes para esse tratamento. Tem também direito a receber uma cópia gratuita dos seus dados pessoais em fase de tratamento; no entanto, se solicitar mais do que uma cópia, poderão ser-lhe cobradas despesas administrativas, a partir da segunda solicitação.
    • Direito de retificação: sempre que considerar que os seus dados pessoais estão incompletos ou inexatos, o titular dos dados pode requerer a sua retificação, atualização ou que os mesmos sejam completados, comprometendo-se a Startup Madeira a proceder a essa retificação ou atualização no prazo máximo de quinze dias.
    • Direito de oposição e direito ao apagamento: o titular dos dados pode-se opor a que os seus dados continuem a ser utilizados Startup Madeira, ou pode solicitar que os seus dados sejam apagados das respetivas bases de dados, desde que não sejam imprescindíveis ao desenvolvimento dos programas em curso; uma vez que alguns dados são obrigatórios por lei para a prossecução do projeto DigiMAC 2020, o seu titular só pode opor-se à sua utilização ou exigir o seu apagamento após a cessação do programa, ou seja, quando os dados pessoais deixarem de ser necessários para a finalidade que motivou a sua recolha e tratamento.
    • Direito à limitação do tratamento: o titular dos dados pessoais pode requerer a limitação do seu tratamento se contestar a exatidão dos seus dados pessoais durante um período de tempo que permita à entidade responsável verificar a sua exatidão, se considerar que o tratamento é ilegal, se considerar que a Startup Madeira já não precisa dos seus dados pessoais, ou se tiver apresentado oposição ao tratamento.
    • Direito de portabilidade: o titular dos dados poderá solicitar à Startup Madeira a entrega, a si próprio, dos dados pessoais por si fornecidos, num formato estruturado de uso corrente e de leitura automática, e/ou poderá solicitar que os seus dados sejam transmitidos a uma entidade terceira, desde que tal seja tecnicamente possível.
    • Direito a ser avisado em caso de violação dos seus dados pessoais: caso ocorra qualquer violação dos seus dados pessoais que possa configurar um elevado risco para os direitos e liberdades do titular dos dados, a Startup Madeira compromete-se a notificar o titular dos dados dessa ocorrência, com a maior brevidade possível.
    • Direito de apresentar reclamações junto da autoridade de controlo: caso pretenda apresentar alguma reclamação relativamente a matérias relacionadas com o tratamento dos seus dados pessoais, o titular dos dados poderá fazê-lo junto da Comissão Nacional de Proteção de Dados, autoridade de controlo competente em Portugal, acessível em cnpd.pt.
  8. A Startup Madeira compromete-se a assegurar e a respeitar todos os referidos direitos dos titulares dos dados pessoais.
  9. Para exercer algum(s) destes direitos, o titular dos dados pode contactar o responsável da Startup Madeira para o efeito, através de info@startupmadeira.eu.
  10. Os titulares dos dados dão o seu consentimento expresso para o tratamento dos seus dados pessoais para as finalidades referidas nos números 1, 5 e 6 do artigo 13 do corrente regulamento, o que assegura a licitude do tratamento, nos termos do disposto no artigo 6º, n.º 1, alíneas a) e b) do RGPD, e fundamenta juridicamente o seu tratamento.
  11. Na eventualidade de vir a ser necessário tratar quaisquer dados pessoais adicionais para as finalidades referidas ou para quaisquer outras finalidades, a Startup Madeira terá sempre o cuidado de o comunicar aos titulares dos dados, solicitando o seu consentimento quando aplicável, e prestando-lhes novamente toda a informação necessária para que possam compreender o motivo e as condições do tratamento.
  12. A Startup Madeira nunca utilizará os dados pessoais tratados para a adoção de decisões automatizadas nem para a definição de perfis.
  13. Quaisquer litígios decorrentes da validade, interpretação ou execução deste Regulamento, ou que estejam relacionados com a recolha, tratamento ou transmissão de dados pessoais, devem ser submetidos à jurisdição portuguesa, mais concretamente ao Tribunal Judicial da Comarca da Madeira, sem prejuízo das normas legais imperativas aplicáveis.
  14. A Startup Madeira assume o compromisso de garantir a proteção e segurança dos dados pessoais que lhe são disponibilizados, tendo aprovado e implementado rigorosas regras nesta matéria, de caráter técnico e organizativo, de forma a proteger os dados pessoais que lhe são disponibilizados contra a sua difusão, perda, uso indevido, alteração, tratamento ou acesso não autorizado, bem como contra qualquer outra forma de tratamento ilícito; além disso, compromete-se a cumprir todas as disposições legais e regulamentares que regem, ou venham a reger, a privacidade e a proteção dos dados pessoais, comprometendo-se a manter atualizadas todas as suas regras, práticas e equipamentos informáticos, de forma a salvaguardar a integridade e a confidencialidade dos dados pessoais que tratam.
  15. Se, e sempre que haja, alterações em matéria de tratamento dos seus dados pessoais, ou se for necessário alterar o presente Regulamento, a Startup Madeira informará todos os titulares dos dados, e recolherá novos consentimentos.

10.Confidencialidade

Os candidatos devem incluir no pedido de candidatura apenas a informação pública, com exclusão de toda a informação confidencial.

Todos os membros envolvidos na organização do projeto DigiMAC 2020 comprometem-se a não fazer uso indevido de qualquer documento ou informação que conste da candidatura, assim como asseguram a segurança dos dados pessoais e o respeito pela política de proteção de dados, e salvaguardam na sua ação o respeito pela autoria das ideias e projetos.

DE QUE SE TRATA?

Uma das iniciativas do projeto DigiMAC 2020 passa pela identificação dos perfis e competências digitais necessários para a transformação digital das empresas. Para o efeito será necessária a colaboração de empresas e seus colaboradores, podendo as mesmas vir a ser selecionadas para a fase seguinte do projeto (diagnóstico de intervenção). A identificação será feita com base numa metodologia desenvolvida para o efeito e será aplicada pela Startup Madeira em conjunto com consultores externos que serão recrutados para o efeito.

Se tens uma empresa na área do Turismo, TIC, Indústria, Comércio e Sector Primário e queres participar no programa, preenche o formulário (serás depois contactado).


Fundación Universitaria de

Las Palmas
Islas Canarias

A Fundação Universitária aborda as seguintes competências, entre outras, Inovação, Emprego, Gestão de projetos internacionais, Formação. O seu principal âmbito de atuação é a comunidade autónoma de Canárias, possuindo uma ampla experiência no desenho, planificação e execução de projetos internacionais.


Sociedad Canaria de Fomento Económico, S.A. (PROEXCA)
Islas Canarias

A PROEXCA é uma empresa tutelada pelo Governo de Canárias que tem por objetivo apoiar a internacionalização das empresas do seu território e atrair investimento para Canárias.


Fundación General de la Universidad de La Laguna
Islas Canarias

A Fundação pretende estabelecer pontes entre a Universidade de La Laguna e a sociedade Canária. A Universidade e as pessoas que a integram geram talento e a sua missão é impulsionar e aproximá-lo do tecido empresarial.


StartUP Madeira
Portugal / Funchal, Madeira

Startup Madeira tem como objetivo apoiar a implementação de iniciativas empresariais, agindo com um mecanismo de incentivo ao empreendedorismo, inovação e à proteção do conhecimento. Tem como objetivo auxiliar as empresas desde a fase de arranque e na agregação de valor, o que contribui para impulsionar e dinamizar o sector empresarial da Região Autónoma da Madeira.


Agence de Développement et D’Encadrement des Petites et Moyennes Entreprises
Senegal

A ADEPME contribui para o reforço do tecido empresarial e para o fortalecimento da competitividade das empresas, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento económico e social do Senegal.


EFPTIC Ministère de l'Emploi, de la Formation Professionnelle et des Technologies de l'Information
Mauritânia

Sob a tutela do Governo da Mauritânia, promove ações que permitam à Administração ter um sistema coerente para o tratamento e difusão de informação que cumpra os standards internacionais em termos de qualidade, segurança, desempenho e disponibilidade.

Startup Madeira Login